Ciência à lúz da bíblia.

domingo, 17 de maio de 2009

O Movimento Nova Era


Seguir a Cristo não parece fácil. Pense nas palavras de João: "Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus". Agora leia Lucas 9: 23,24. Jesus disse: " Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me [...] qualquer que, por amor de mim, perder sua vida a salvará". Tais textos funcionam para muitos como uma ETIQUETA QUE MOSTRA O PREÇO a ser pago para seguir a Jesus! Será que não existe um caminho mais fácil que também nos leve a Deus e não exija tanto de nós? Não! Mas não é o que dizem os adeptos da Nova Era. E muitas pessoas que não conhecem as escrituras estão acreditando.
Nos Estados Unidos, alguns pesquisadores de novas religiões descrevem o movimento da Nova Era como " uma seita que tem tido um crescimento rápido " por causa de sua crença alternativa. Alternativa em relação a que? À tradição judaico-cristã em que a maioria dos americanos foi criada. Há outros teólogos que definem esse movimento como " uma falsa visão de um mundo transformado, UM PARAISO NA TERRA, uma sociedade na qual os problemas de hoje serão vencidos, e uma nova existência emergirá " como num passe de mágica. Os adeptos da Nova Era crêem que a humanidade está no limiar de uma grande mudança, uma transição para uma nova era em que se dará a evolução da civilização. A filosofia diabólica e assoladora do movimento é a crença de que " tudo é uma coisa só ". Não há nenhuma distinção entre o certo e o errado, macho e fêmea, bom e ruim. Não há nem mesmo uma distinção entre Deus e o homem. Tudo é divino. Esta filosofia não é nova. Já existe a milhares de anos no panteísmo, que é a base de todas religiões místicas orientais ( Hinduísmo, Budísmo, Confuncionísmo, e outras ). Mas os adeptos da Nova Era diferem dessas religiões, por enxergar essa unidade sob um ponto de vista positivísta. Procuram transmitir a idéia de que a nova era é " uma religião oriental que atende pessoas de pensamento positivo ". Esta mistura de pensamentos religiosos exóticos e psicologia popular atrai muita gente. Mas há uma armadilha - e uma das grandes! se tudo é uma coisa só e não há diferenças, a conclusão ( Falsa ) a que somos induzidos é a de que o homem também é deus. Então, ninguém poderia dizer-lhe " NÃO ". Ele poderia fazer o que quisesse, afinal, é deus. Parece loucura?
Mas é exatamente isso que a atriz Shirley MacLaine, líder do movimento nova era, reivindica em sua autobiografia, intitulada OUT ON A LIMB ( " Em Apuros " ). E ela não está sozinha. A nova era está crescendo rapidamente. A crença na unicidade de todas as coisas ( na harmania ecológica, na reencarnação e no potêncial humano ilimitado ) atrai pessoas tidas como " modernas " e " ILUMINADAS ". A idéia de que o ser humano pode ser o seu próprio deus é muito antiga e sedutora. Remonta do Éden. Foi a mesma artimanha usada pela serpente para seduzir Eva. E é um grande perigo, pois a História está repleta de atrocidades cometidas por pessoas que se julgam deuses. Por exemplo, Hítler, Pol Pot ( ex-líder do Khmer Vermelho no Camboja ), Idi Amin ( ex-ditador de Uganda ) e Sadam Hussein. Na verdade, o orgulho que incita alguém a afirmar-se como deus é o pecado de Lúcifer, que resultou em sua espulsão do céu. Não seja enganado! Existe apenas um Deus verdadeiro: o Deus de Abraão, Isáque, Jacó, Moisés, Davi, Pedro, Tiago e João. Ele não dará sua glória a outro. Proveu o perdão para o ser humano através de Jesus Cristo. Garantiu a salvação e a vida eterna para toda aquele que nEle crer. Basta que lhe obedeçamos em amor. Para isso, é necessário negarmos a nós mesmo, renunciando ao pecado, para recebermos a vida abundante que ele tem para nós. Ainda parece um alto preço? Quem conhece Jesus sabe que recebemos de Deus muito mais do que lhe damos. Jesus deu sua própria vida por amor a nós. Ele é digno de toda nossa confiança e lealdade. O deus da nova era não pede, mas também não dá nada. Não pode livrar-nos do poder e da concequência do pecado. Não ama, tão pouco é capaz de sacrificar-se numa cruz por nós. O deus da nova era não é real; é uma mentira. Alguém já disse: " A história está repleta de homens que quiseram ser deuses; mas a história tem apenas um Deus que se fez homem ". Seu nome é Jesus Cristo. Tome a própria cruz e siga-o! (Kent Keller-bíblia do Estudante)

Comentários:

Postar um comentário

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |